🏳️‍🌈 Os homofóbicos que na verdade são gays no armário

Enquanto diversos gays estão aí se assumindo, vivendo as suas vidas e sendo muito felizes, existem aqueles homossexuais que não tiveram a coragem ainda (ou talvez nunca terão) de dizer quem são - e para que vieram (rs) - e decidem por esconder a sua sexualidade do mundo, ou até deles mesmo. São os gays enrustidos.

Dentro deste grupo de gays no armário, existem aqueles que, particularmente, considero o pior tipo de todos: OS HOMOFÓBICOS!

Sim, eles são gays, muitos deles sabem disso, mas, para "não dar bandeira", se escondem por trás de um personagem do esteriótipo "hétero machão comedor de menininhas que odeia os gays".

Este tipo de gay é um dos tipos que mais sofrem! 100% do tempo e da energia deles são investidos na construção de um personagem sem personalidade própria alguma. Em todos os momentos eles precisam se vigiar para não parecerem efeminados...

Eles precisam sustentar casamentos de fachada, se relacionam com mulheres das quais não amam ou não desejam sexualmente, e, por fim, eles não se dão conta, que tudo isto é em vão. Pois, a qualquer momento, "a casa vai cair" e todo o mundo vai descobrir quem eles são.

Angustias, frustrações, depressão e fatalmente um suicídio é o resultado de tudo isso (a longo prazo e em casos mais extremos, é claro).

O gay que vive no armário, geralmente não admite a liberdade vivida pelos gays assumidos, livres, bem resolvidos, descolados e estilosos. Ele precisa condenar aquele comportamento e aquela liberdade que ele mesmo optou por abrir mão em sua vida.

A todo momento, ele precisa dizer que aquele gay que vive a sua sexualidade e transa com quem ele quer está agindo de maneira errada, suja e promiscua.

Ele optou por não viver a própria sexualidade, logo, ele precisa reprovar a sexualidade alheia a qualquer custo.

E o pior: Todo este julgamento é feito de forma inconsciente. Ele nem se dá conta disso. Pois esta pessoa não sabe que ela esta bebendo daquele veneno que (também particularmente) considero o mais perigoso de todos: A INVEJA.

A pessoa que sente inveja é cega, e jamais admite ser invejoso. Ela enxerga o outro como tudo aquilo que ela queria ser, porém, julga tudo o que aquele pessoa de fato é. Ela faz isto porque, inconscientemente ou não, isto lhe causa algum tipo de conforto momentâneo.

A homofobia muitas vezes é uma briga de dois gays. Aquele que optou por esconder a sua sexualidade condenando a todo custo aquele que decidiu viver a sua vida como ela é, e como ele quer que ela seja. Usando as roupas que ele quer, ouvindo Lady Gaga em seu carro, fazendo coreografias das músicas pop da Madonna e namorando com um garoto incrível que o faz muito feliz!

Eu não estou generalizando, existem muitos homofóbicos que não são gays. Eu sei disto, é óbvio! Existem os homofóbicos que são fanáticos religiosos, ou são de uma geração diferente da nossa, ou são apenas pessoas "cabeça-dura" que não aceitam que as pessoas são diferentes umas das outras. Logo, sem generalizações aqui! Afirmar que todos os homofóbicos são gays é quase afirmar que todos os racistas são negros. E não é isto que estou falando.

Mas, repare mais a partir deste momento... Talvez aquele "machão bebedor de cerveja que cospe no chão e grita pra todo mundo que come todas as menininhas da festa e assiste futebol" queria mesmo é estar vivendo a vida que "aquele viadinho escroto mulherzinha do cu arrombado fã de Britney Spears" vive.

Concorda comigo?

Assista ao vídeo abaixo, feito por mim, onde eu aprofundo um pouco mais sobre este assunto e compartilho algumas outras coisas que vivenciei por ser gay: